Mensagens

A mostrar mensagens de 2015

Balanço de fim de ano

Comecei 2015 sem grandes expectativas. 2014 ficou na memória como um dos piores anos de sempre e, por isso, não esperava grande coisa deste ano. Mas a verdade é que — apesar de algumas dificuldades — foi um bom ano.
Tive uma das maiores surpresas da minha vida, casei com o namorado de longa data e fiz amizades que sei que vão durar. Não podia pedir mais.
Adeus 2015, obrigada por tudo.

O noivado mais curto da História

Desde há algum tempo para cá que o meu gajo tem o desejo de casar.
Ouviu dizer que agora é tudo muito rápido e ficou entusiasmado. Falou-me no assunto e eu concordei. Afinal de contas, estamos juntos há 6 anos e já partilhamos casa.
Ficámos de ver as coisas para o casamento civil. Sim, porque o homem queria casar ainda este ano.
Liga-me na Segunda-feira a dizer que estava no registo civil e que eu tinha de lá ir ouvir uma conversa qualquer da senhora. Saí do trabalho e lá fui.
Perguntaram o dia, ao que ele responde "Quero casar ainda esta semana". Ok, o homem deve pensar que estou para morrer e quer garantir a herança.
Fomos à nossa vida convencidos de que casaríamos na Sexta-feira. Dava tempo para ver alianças e outros tantos pormenores.
No dia seguinte ele liga-me e diz "Ligaram do registo civil, podemos casar hoje?".
Tive de tirar a tarde, fomos a correr comprar alianças e o recorde de noivado mais curto da História é nosso: Um dia!

(Sim, vai haver casamento reli…
Imagem
1) As prioridades da Assembleia da República.
 O professor não compreende a ordem de prioridades deste Parlamento. Não entendo porquê. Se todos os homens são iguais em direitos e deveres e se não podem ser discriminados com base na cor, religião, etc., é perfeitamente normal que o Parlamento tenha alguma urgência em pôr termo a lei discriminatória. Mas o professor acha que os problemas de natureza económica são mais importantes que o bem estar das crianças institucionalizadas que esperam a vida inteira por uma família.

2) Os pilares em que os "liberais" se apoiam.
Bem, isto é difícil...Os "filósofos de café" não acreditam que, em termos físicos, os homens são iguais às mulheres. O que pensam é que todos os indivíduos são iguais em direitos. E até percebo. Se os gays pagam os mesmos impostos que os hetero, em princípio têm os mesmos direitos. Ou isto é só desembolsar?!
O professor fala em questões religiosas. Bom, eu sou crente. É verdade. Apesar de não ser beata, …

Não está na lista dos meus professores preferidos...

Imagem
Nem partilhamos da mesma ideologia política. Mas o Professor Miguel Morgado falou bem...



Hoje fez-se História na Assembleia

Imagem
E eu estou de coração cheio!



Humor terceirense

Imagem
Nunca percebi a ideia de escrever "lava-me porco" no carro de outra pessoa. Epá, quanto muito podemos passar uma aguinha. Agora escrever é que não! Até porque se perde a camada protectora e a "cor" deixa de ser uniforme. Isso não se faz a ninguém. Um chico-esperto lá da minha ilha achou por bem escrever a dita frase. Mas o dono não se ficou:



Dos atentados

Aprendi nos primeiros anos de faculdade que o principal objectivo dos extremistas é espalhar o medo/terror. Avaliando assim, podemos dizer que o EI foi além do proposto. Tal como acontecera em Janeiro com os atentados contra o Charlie Hebdo, os europeus voltaram a ficar chocados com os atentados de Sexta-feira. E porquê? Porque em Janeiro assistimos a uma "vingança" para limpar o bom  nome do Profeta - tantas vezes achincalhado por esses bandidos que riem à custa da fé alheia - mas desta vez não. O motivo é aquele sentimento anti-ocidente que eles tanto pregam nas suas terras. O ataque foi bem planeado e, penso eu, os objectivos foram alcançados. Muitos mortos, muitos feridos e um continente impotente. Sendo um dos pilares da UE a segurança, penso que a construção europeia não está a seguir o rumo certo. Podemos parar de olhar apenas para a política monetária? Se olharmos para esta questão com atenção, percebemos que o problema que ignorámos tanto tempo é, de facto, uma ameaça …

Explicai-me cientistas políticos!

Imagem
Em 2011 o PSD e o CDS-PP coligaram-se após as eleições.
Em 2015 o PS não pode chegar a um entendimento com a esquerda.

Porquê?


Abram os olhos, criaturas!

Imagem
Os habitantes da ilha do Pico são as pessoas mais estranhas do mundo. A sério. Reclamam por tudo e por nada e nunca estão satisfeitos. Veio uma SIV para a ilha (com base no Concelho de São Roque) e houve uma pré-revolução: Os das Lajes exigem uma SIV para a Ponta da Ilha e os da Madalena reivindicam a SIV para o seu Concelho, alegando o número de ocorrências para aquela zona. Recentemente, foi apresentada uma queixa na Protecção Civil, por causa do barulho da sirene da SIV. É uma chatice um veículo prioritário usar os sinais sonoros para assinalar a marcha de emergência. E a SIV só funciona até à meia noite... Temos um Centro Hospitalar - eu pelo menos não o vejo como um Centro de Saúde - com alas fechadas. Porquê? Porque não é fácil agradar a esta gente. Há pelo menos um ano que se fala em centralização de serviços na Madalena. Isto não implica o encerramento dos Centros de Saúde nos outros dois Concelhos que, em princípio, ficariam com os cuidados continuados, vacinas, etc. Cruzes, cred…

Deve ser deveras difícil

Ser Ministro num Governo que vai durar cerca de duas semanas.
O Cavaco Silva vai ficar na história da democracia portuguesa como o pior Presidente da República de sempre.
Hoje, à semelhança dos últimos anos, decidiu mal. Pôs os seus interesses à frente do bem-estar do país. Hoje, escolheu o partido sobre qualquer alternativa.
A coligação obteve mais votos, é certo, mas é a esquerda quem tem a maioria no parlamento.
E só um homem muito ingénuo pode acreditar que o programa do governo PSD-CDS passa num parlamento maioritariamente de esquerda.
Só o Cavaco, que passou os últimos anos a dormir...

Música para os meus ouvidos

Imagem

Ainda agora regressei e já estou a precisar de férias.

Imagem
Esta semana regressei ao trabalho, aos treinos e comecei as aulas da nova licenciatura. Por outras palavras, deixei de ter vida.


Das eleições

Gostaria de festejar, mas não consigo. Os portugueses foram chamados às urnas e, os poucos que apareceram, votaram mal.
Em democracia, temos o direito de escolher quem nos vai representar. Em democracia temos o dever de entregar o nosso país a pessoas decentes.
Fiz o que devia. Votei em consciência mesmo sabendo que isso não seria suficiente para eleger um governo competente. E nunca me senti tão mal por ter razão.
Obrigada a todos os masoquistas que votaram nestes incompetentes.

Perdoem-me a ausência.

Tinha horas extra para gozar e decidi ir mais cedo para a Terceira. Comprei a passagem e vim na Sexta-feira. Não avisei a família, só uma amiga que ficou de ir buscar-me ao aeroporto. Primeira paragem: Trabalho da minha irmã. Liguei e pedi um favor: "Ajuda-me com as malas". A rapariga passou-se. Primeira etapa, done! Ela ligou à mãe a convidar para almoçar. De seguida passa-me o telemóvel e a Sô Dona Flausina lá percebeu que era eu. "Oh rapariga, onde estás?!". Quando disse que estava com a sis oiço "volta lá para o Pico, que só estou a contar contigo amanhã". Quem tem uma mãe assim, tem tudo. O pai reagiu normalmente, não é histérico como nós. Mas os miúdos...Ai os meus pequenotes!  Fui ao colégio do mais novo. Estava numa actividade e, por isso, tinha um pano na cabeça. Parei à porta e quando ele me viu...Mandou-se a correr (e quem o conhece sabe que isso é uma coisa esquisita de se ver, pois o pequeno é desengonçado como tudo) e a gritar "tia!!!". …

Refugiados. Uma explicação para quem é muito burro

Imagem
Síria:




Os refugiados:




A resposta da Europa:



As merdas que alguns amigos do Facebook publicam:





 Parece que o problema não é a vinda de refugiados, mas sim os idiotas que já cá estão.

Há qualquer coisa de especial na Catarina Martins

Imagem
Foi ao vê-la debater que o Sr. meu namorado admitiu, pela primeira vez na vida, a hipótese de não votar na Direita.

Por falar em previsões meteorológicas...

Imagem
Previsão:










Realidade:






Imagem
Fui ao bar do meu serviço comprar pastilhas elásticas e ouvi a seguinte conversa:
Colega: Andava um número estranho a ligar-me. Pedi ao meu marido que ligasse para trás e olha, era um chinês!
Senhora do Bar: Credo mulher! Made in Taiwan não!


Imagem
Enquanto olharmos para um óvulo fertilizado como uma pessoa e para um refugiado como um criminoso, não chegamos a lado nenhum.


Música para os meus ouvidos

Imagem
Isto bombava quando andava na preparatória!


Querido utente que me estragou a Quarta-feira

Imagem
Eram oito e pouco da manhã. Eu tinha acabado de chegar ao trabalho e tu atravessaste-te no meu caminho antes de chegar ao meu gabinete, antes de picar ponto.
Eu ouvi-te, tentei esclarecer-te. Chamei-te à razão mais do que uma vez. Disse-te onde podias arranjar legislação para ficares esclarecido.
Fiz isto tudo porque quis ser prestável. O meu trabalho não contempla atendimento ao público.
E mesmo assim, tentaste terminar a nossa conversa com "Falar contigo é o mesmo que falar com uma parede".

Desculpa, mas tinhas de ouvir.

Oh Mila...

Imagem
A minha mãe ofereceu-me uma rede quando esteve cá de férias. A dita foi estrategicamente montada debaixo da latada, para termos sombra a qualquer hora do dia. Hoje de manhã:
A minha rede:

A culpada:




Mãe, podes comprar outra?

Coisas que vemos no Youtube quando menos esperamos...

Imagem
"Why did Brad Pit have to leave the Backstreet Boys"?!

Música para os meus ouvidos

Imagem

A coisa funciona mais ou menos assim

Imagem

Se há coisa que me tira do sério

Imagem
É estar 48 horas a bater na mesma tecla porque a outra pessoa não percebe a ideia.


Homens...

Música para os meus ouvidos

Imagem

10 razões para conhecer a ilha Terceira

Imagem

Queridas Pessoas que se colam ao meu portão a chamar pelos meus cães

Imagem
Parem com isso. Já mete nojo.


"Rótulos são para latas, não para pessoas"

Imagem
Uma das campanhas mais inteligente que já vi.


Ai Sata, Sata...

Imagem
Eu vivo no Pico, a família vive na Terceira. Quiseram vir cá de férias. Foi um filme para arranjar voo. A minha mãe ficou em lista de espera para o Pico e confirmada para a Horta. Teria, portanto, de atravessar o canal de barco, apesar do medo. Foi com horas de antecedência para o aeroporto das Lajes e, milagre ou não, lá conseguiu um lugarinho no voo directo para o Pico. O resto veio pela Horta. Estiveram cá uma semana. Adoraram. Tentaram adiar a passagem para ficarem mais tempo. Não conseguiram. Os voos estavam todos cheios. Parece que estão todos a fugir para a Terceira e ninguém deu por nada. Ontem fui ao aeroporto despedir-me da minha família e fiquei a saber que tinha ficado um avião durante a noite no aeroporto do Pico (então e a obrigatoriedade de estacionarem em São Miguel?) para logo de manhã encaminhar o Mickael Carreira para a Horta (então e a travessia do canal pela lancha? Toda a gente sabe que não há voo Pico-Faial) e, posteriormente, encaminhá-lo para a sua terra. Não…

E não é que entrei?

Dez anos depois de me candidatar à Universidade (e seis anos depois de terminar o curso), fiz uma loucura e candidatei-me novamente! Uma área científica diferente, um curso um tanto ou quanto complicado, mas estou pronta para o desafio.

Um dia de trabalho normal

Imagem
E depois admiram-se de ainda estar mal do pé.

Filosofia de uma gaja cheia de sono

Imagem
Bom dia e boa semana!

Em contagem decrescente

Imagem

Do referendo na Grécia

Imagem
Ganhou o "Não". E eu espero que isto sirva de lição para a Europa.

Da Grécia.

Imagem
“O que estão a fazer com a Grécia tem um nome: terrorismo” Varoufakis
Não podia concordar mais com as palavras de Varoufakis. Quer queiramos quer não, a Europa vive num constante clima de terrorismo. O terrorismo económico. O velho continente, outrora fustigado pela guerra, viu na então CEE uma forma de garantir a paz. A agora União Europeia parece ter esquecido os seus valores. Os Estados deixaram de ser soberanos, passando a curvar-se perante as taxas de juro, perante os investidores nervosos, perante as grandes economias.  A Grécia tem a sua quota parte de culpa. Aquando do resgate, vieram a público informações sobre o funcionamento da Administração Pública grega que deixaram os europeus com os cabelos em pé. Nunca mais esqueci os 4 jardineiros que tinham uma árvore para cuidar. E as filhas solteiras dos funcionários públicos que tinham direito a 1000 euros por mês? Com medidas destas não me admira que estejam tão mal de finanças. Mas a Grécia pediu ajuda. E a Europa quis ajudar. Mas c…

Eu assinei, claro!

Imagem
Podem assinar aqui.

Empanada, me confesso!

Fui para a Terceira no dia 19.
Fomos para a festa. Comecei a sentir uma dor irritante no pé esquerdo. Desvalorizei. A dor continuou, não liguei.
Regressei ao Pico, e a dor também. Hoje fui ao médico e parece que o único treino que posso fazer é caminhada (adios kickboxing, vemo-nos em Setembro) e que isto é resultado de um traumatismo.
A questão que se impõe é: Como é que eu espatifo um pé sem dar por nada?

É bom regressar, mas custa deixar pessoas importantes atrás.

Imagem
E pronto, estou de volta ao Pico. À casa que chamo "minha", aos meus cães e à minha rotina. Para trás ficou a minha família. Não vou mentir, ontem eu e o homem ficámos encantados com o silêncio do nosso canto. É bom viajar, mas é ainda melhor regressar. Dormi uma porrada de horas e estou como nova. Pronta para regressar ao trabalho. Mas - há sempre um "mas" na minha vida - deixei para trás uma parte muito importante da minha vida: Os meus sobrinhos. O amor que sinto por eles é o maior de todos. Vivi durante anos com  aquelas pestes, fui com eles para o hospital, embalei-os na sala de espera da urgência pediátrica enquanto esperávamos pelo médico, dei-lhes biberão às tantas da manhã, mudei-lhes centenas de fraldas, andei km de carro para adormecerem, fiz figuras tristes para arrancar sorrisos daquelas caras lindas,  chorei de alegria quando os vi alcançar pequenos e grandes objectivos, fiquei com o coração partido quando os vi sofrer. Fiz figuras tristes no desfile de …

Tradição?

Um bando de loucos a cometer atrocidades não é tradição. É parvoíce, ignorância e mau carácter.
Puna-se exemplarmente. E depressa.

Se isto não é um atentado à liberdade individual, não sei o que será...

Imagem
Quem me lê sabe que defendo a liberdade. A liberdade com responsabilidade, claro. Cada qual saberá o que é melhor para si. E crenças e princípios não se discutem. Eu sou a favor da despenalização do aborto. Num país livre, democrático, instruído e respeitador das liberdades e garantias individuais, não faz sentido uma caça às bruxas que matam bebés. A mulher é dona e senhora do seu corpo e da sua vida e ninguém tem o direito de a obrigar a ter uma criança que não deseja.  Considero que quem opta pela IVG fá-lo em consciência, depois de pesar os prós e os contras. Pelo menos a maioria das mulheres. Acredito que ninguém aborta de ânimo leve, como quem muda de cuecas. É minha profunda convicção que fazemos sempre o que achamos melhor para nós próprios. Por isso mesmo não consigo conceber a ideia de ter um estranho a obrigar-me a ver e a assinar a ecografia do feto que não quero. 
"A obrigatoriedade de mostrar à grávida que vai abortar uma ecografia que terá de assinar, o fim da isenção da…

Como foi a marcha do teu sobrinho, Miss_Moi?

Vem o rapaz pela Rua da Sé e cai duas vezes. Olha para o lado e vê o tio e duas tias-avós. Espreita por baixo, vê os sapatos da mãe - isso não é normal - e chora o resto do caminho.
Correu muito bem, portanto.

Ai que estou tão orgulhosa!

Imagem
O meu sobrinho mais velho (e afilhado)  vai sair numa marcha de São João hoje à noite!
Estou tão orgulhosa.


Em modo pré-férias

Imagem
Amanhã é o meu último dia de trabalho!


Do Portugal velhinho, pobrezinho e parolinho...

Imagem
"Em apenas cinco anos, Portugal "perdeu" perto de 200 mil habitantes, um número que surpreende e preocupa especialistas em demografia pela rapidez do fenómeno. Iniciada em 2010, a tendência para o decréscimo populacional é imparável e 2014 não foi excepção: no ano passado, o país passou a ter menos 52.479 pessoas, revelam as estimativas sobre a população residente divulgadas nesta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). No final de Dezembro, viviam no país 10.374.822 pessoas, menos 198 mil do que em 2010."
É impossível ignorar uma notícia destas, principalmente quando ainda se está na casa dos vinte. Agora é esperar pelos argumentos espalhafatosos de que a culpa é das meretrizes que engravidam e abortam, a culpa é dos casais egoístas que só têm um filho ao invés de um orfanato. Lamento, não concordo com nenhuma das teses. Nascem menos crianças quando as pessoas passam a importar menos do que os números. Nascem menos quando a qualidade de vida é menos…

Welcome to my world!

Imagem
Apesar do meu trabalho não contemplar atendimento ao público, sou obrigada a dar a cara cada vez que as minhas colegas se retraem. Além disso, esta malta pensa que ganho muito e que, por isso mesmo, tenho de resolver os imbróglios dos outros departamentos. (enquanto escrevi este post, recebi mais do que um e-mail com pedidos de outros departamentos) Bom, hoje uma senhora muito pouco simpática ligou a expor um problema. Um dos milhares que ela tem, pois só ela tem problemas. O resto da malta do Pico está na boa. Tentei perceber o que se passava e - tal como esperava - ela não tinha razão nenhuma. Liguei-lhe, expliquei da melhor maneira possível que, neste caso, não podíamos fazer nada por ela. Tem de aguardar, mas será contactada assim que possível. "Agradeço que não me liguem. Isso aí é uma merda!" E desliga-me o telefone na cara. Há gente muito simpática, não há?


Em contagem decrescente

Imagem
Quase em casa...Que saudades!

Mudei de casa!

Imagem
Não, não me chateei com o Sapo, nem recebi uma proposta milionária para alojar o meu blogue aqui.
Quis mudar, só isso. 
Bem-vind@s!

Tal banhada que me deram!

Imagem
Vou gozar horas extra na Sexta. Na Segunda entro de férias...Mas parece que não vou sair do Pico.

Música para os meus ouvidos

Música oficial dos exames do 1º semestre do 1º ano.

Que se lixe a capa do Quaresma

Imagem

Sou muito corajosa, eu sei!

Uma pessoa pratica Krav Maga, Kickboxing e afirma-se "nascida e criada na terra dos bravos" mas, quando confrontada com o aparecimento súbito do namorado, manda um gritinho maricas e fecha a porta.
Sou um caso perdido!

Passei-me!

Imagem
E decidi mudar de visual. Na Sexta fui à cabeleireira. Não a conhecia, uma vez que sempre cortei o cabelo na Terceira. Fiquei satisfeita com o resultado. Os caracóis estão de volta, mais definidos dos que nunca.
Mas faltava qualquer coisa. Então fui ao supermercado e comprei uma coloração. Escolhi a L'Oréal Casting Crème Gloss e tom foi caramelo.

 A cor é suave, os reflexos são do melhor e a hidratação? Sem palavras!
Estou apaixonada!

Pensa nisto

Imagem

Do bullying e do sentimento de impunidade.

Imagem
Obrigada. Quero agradecer do fundo do coração ao acéfalo que publicou o vídeo numa tentativa de se mostrar forte e engraçado. Tornou-se viral e chateou muita gente.
São longos minutos de violência gratuita sobre um rapaz que não se pode defender, dado o número de pessoas. O rapaz aguenta estoicamente, um estalo atrás do outro, enquanto os mirones riem. Mostrou ter mais tomates do que aquela escumalha toda. Lamento o vocabulário, mas o bullying é algo que me incomoda. Muito.
Fiquei com o coração partidinho ao ver as agressões. Fiquei porque acredito que nada justifica uma humilhação destas. Este rapaz vai ficar com marcas profundas para o resto da vida e aquelas cabecinhas ocas estão-se nas tintas para isso. É mais fixe sorrir para quem está a filmar. E partilhar cigarros. São os máióres pá!
Gostava que pagassem por isto. Gostava que fossem a tribunal, que fossem condenados. Que ficassem com cadastro e com a vida estragada. Está na hora de mostrarmos à canalha que os actos têm consequênci…

Facebook