Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2015

Sou muito corajosa, eu sei!

Uma pessoa pratica Krav Maga, Kickboxing e afirma-se "nascida e criada na terra dos bravos" mas, quando confrontada com o aparecimento súbito do namorado, manda um gritinho maricas e fecha a porta.
Sou um caso perdido!

Passei-me!

Imagem
E decidi mudar de visual. Na Sexta fui à cabeleireira. Não a conhecia, uma vez que sempre cortei o cabelo na Terceira. Fiquei satisfeita com o resultado. Os caracóis estão de volta, mais definidos dos que nunca.
Mas faltava qualquer coisa. Então fui ao supermercado e comprei uma coloração. Escolhi a L'Oréal Casting Crème Gloss e tom foi caramelo.

 A cor é suave, os reflexos são do melhor e a hidratação? Sem palavras!
Estou apaixonada!

Pensa nisto

Imagem

Do bullying e do sentimento de impunidade.

Imagem
Obrigada. Quero agradecer do fundo do coração ao acéfalo que publicou o vídeo numa tentativa de se mostrar forte e engraçado. Tornou-se viral e chateou muita gente.
São longos minutos de violência gratuita sobre um rapaz que não se pode defender, dado o número de pessoas. O rapaz aguenta estoicamente, um estalo atrás do outro, enquanto os mirones riem. Mostrou ter mais tomates do que aquela escumalha toda. Lamento o vocabulário, mas o bullying é algo que me incomoda. Muito.
Fiquei com o coração partidinho ao ver as agressões. Fiquei porque acredito que nada justifica uma humilhação destas. Este rapaz vai ficar com marcas profundas para o resto da vida e aquelas cabecinhas ocas estão-se nas tintas para isso. É mais fixe sorrir para quem está a filmar. E partilhar cigarros. São os máióres pá!
Gostava que pagassem por isto. Gostava que fossem a tribunal, que fossem condenados. Que ficassem com cadastro e com a vida estragada. Está na hora de mostrarmos à canalha que os actos têm consequênci…

Bullying ou oportunismo?

Imagem
Eu vi o programa nessa noite. E ri muito dos cromos, tal como tenho rido do membro do júri que - como diz uma das minhas chefes - engana o guarda-redes com os olhos. É normal o público escrutinar e, por vezes, exagerar quando nos expomos.
A verdade é que os portugueses sujeitam-se a este tipo de coisas. Se uma pessoa não sabe cantar, se não tem perfil para a coisa, porque concorre a estes programas? Porque "tem direito"? Porque não tem noção? Porque a família mente para não partir o coração?
Certamente existirão vários motivos para termos as nossas televisões cheias de cromos todas as noites. Apesar de termos a oportunidade de conhecer boas vozes, levamos com aqueles parasitas que acham que ser cantor é vida fácil e que estudar é coisa de gente burra. Portugal é um país de chicos-espertos.
No caso deste rapaz, considero que o seu maior azar é ter uma família que não lhe diz a verdade. Se tivesse um filho que cantasse mal como ele, nunca permitiria que fosse para a televisão. Ai…

Música para os meus ouvidos

Obrigada Mãe

Imagem
Mas também quero agradecer à amigdalite e ao antibiótico.

Porque ainda há quem viva na Idade Média

Cheguei a este texto através de uma partilha no Facebook.
A senhora Catarina decidiu escrever uma carta ao bebé da criança de 12 anos que engravidou na sequência da violação continuada por parte do padrasto. E escreveu este texto porque acha errado a criança ter o direito de abortar.
Se é correcto ou errado abortar, vai da consciência de cada um. Confesso que teria dificuldade em abortar se descobrisse que estava grávida. Mas isto sou eu, uma adulta de 29 anos, com trabalho fixo. Contudo, não tenho dúvidas de que o melhor para esta criança seja a interrupção da gravidez. Uma criança de 12 anos não tem capacidades físicas, monetárias nem psicológicas para ser mãe. Uma criança com tão pouca idade e experiência não deve ter tanta responsabilidade. Deve, apenas, ser criança.
A dada altura, a Catarina escreve "Podias ser a reviravolta de toda esta triste situação. Podias ser a alegria da tua Mãe, a luz no meio da escuridão. Sim, a felicidade é sempre possível. Ou podias ser o filho daque…

Facebook