Bullying ou oportunismo?

Alexandre Rebelo


 


Eu vi o programa nessa noite. E ri muito dos cromos, tal como tenho rido do membro do júri que - como diz uma das minhas chefes - engana o guarda-redes com os olhos. É normal o público escrutinar e, por vezes, exagerar quando nos expomos.


A verdade é que os portugueses sujeitam-se a este tipo de coisas. Se uma pessoa não sabe cantar, se não tem perfil para a coisa, porque concorre a estes programas? Porque "tem direito"? Porque não tem noção? Porque a família mente para não partir o coração?


Certamente existirão vários motivos para termos as nossas televisões cheias de cromos todas as noites. Apesar de termos a oportunidade de conhecer boas vozes, levamos com aqueles parasitas que acham que ser cantor é vida fácil e que estudar é coisa de gente burra. Portugal é um país de chicos-espertos.


No caso deste rapaz, considero que o seu maior azar é ter uma família que não lhe diz a verdade. Se tivesse um filho que cantasse mal como ele, nunca permitiria que fosse para a televisão. Ainda mais tratando-se de um menor.


Mas não, parece que a avó autorizou a inscrição. Ai, as avós, sempre a estragar os netos...O rapaz foi, a SIC esticou-se, o rapaz percebeu nesse dia que tem as orelhas salientes (nunca tinha reparado nisso?) e ficou traumatizado. Ora, eu sou contra o bullying, mas não sou a favor de parvoíces de quem quer apenas protagonismo.



"Estava triste mas nunca pensei que me fizessem aquilo. Fiquei chocado quando vi", assegura, revelando que sempre foi vítima de bullying por causa das orelhas.



Ah, afinal já sabia que tinha essa característica física...


Mas o TV-Bullying não é de agora. Quem não se lembra da Sandra Sobral, concorrente do programa Achas Que Sabes Dançar, que fez uma excelente interpretação da Shakira - NOT - e que foi de tal modo gozada que parece que acabou internada?



 Se a Sandra tivesse família e amigos sinceros, talvez não tivesse feito esta figura triste.


 


Voltando à mais recente vítima de bullying de Portugal, eu até fiquei com alguma pena do rapaz depois de levar na cabeça do meu namorado por me ter rido.


Pronto, coitado, vai ser gozado na escola, mas não seria por ter aquela voz horrível? Não me venham com coisas, as orelhas não cresceram naquele dia...


Ora, as redes sociais não tardaram a condenar a SIC. Choveram queixas na ERC, falaram em boicote, enfim, somos Charlies quando é para gozar com a religião dos outros. Falar de orelhas é, de facto, uma coisa mais sensível do que gozar Deus ou o Profeta.



"O sofrimento do meu neto vai ter um preço e vai ser bem elevado", diz Isilda Pinto. Alexandre também não perdoa. "Vou meter um processo em cima da SIC. Não vai mais fazer com outros o que fez comigo", deixa claro.



Então? Continuam a achar que é um coitadinho?

Comentários

  1. Concordo...Estas coisas evitavam-se se alguém tivesse dito ao rapaz que não sabia cantar simplesmente. Há muita gente que só vai a estes programas para ter cinco minutos de fama não interessa se passam por palhacinhos e claro a TV aproveita-se disso - se a produção esteve mal, não esteve menos quem incentivou o rapaz a participar - se não cantam o que vão lá fazer? Ou nunca virão edições anteriores do programa? É aquilo sempre foi assim e nunca ninguém se queixou...Eu vejo o programa no site da SIC e geralmente salto estas partes e passo logo para os que cantam bem, até porque estou de fones xD

    ResponderEliminar
  2. Não estou a ilibar a SIC, que agiu mal. Mas tanto drama à volta disto, cheira-me a muita vontade de receber dinheiro!

    ResponderEliminar
  3. A mulher já diz que vai deixar de pagar a renda de casa para pagar ao advogado...A velocidade a que esta estória está a escalar.

    ResponderEliminar
  4. Sério?
    Oh meu Deus, está tudo doido...

    ResponderEliminar
  5. Sim, li isso ontem já não sei onde...E a escola dele tb quer processar a SIC

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Facebook

Mensagens populares deste blogue

Comentários que merecem ser post.