É bom regressar, mas custa deixar pessoas importantes atrás.

E pronto, estou de volta ao Pico. À casa que chamo "minha", aos meus cães e à minha rotina.
Para trás ficou a minha família.
Não vou mentir, ontem eu e o homem ficámos encantados com o silêncio do nosso canto. É bom viajar, mas é ainda melhor regressar. Dormi uma porrada de horas e estou como nova. Pronta para regressar ao trabalho.
Mas - há sempre um "mas" na minha vida - deixei para trás uma parte muito importante da minha vida: Os meus sobrinhos. O amor que sinto por eles é o maior de todos. Vivi durante anos com  aquelas pestes, fui com eles para o hospital, embalei-os na sala de espera da urgência pediátrica enquanto esperávamos pelo médico, dei-lhes biberão às tantas da manhã, mudei-lhes centenas de fraldas, andei km de carro para adormecerem, fiz figuras tristes para arrancar sorrisos daquelas caras lindas,  chorei de alegria quando os vi alcançar pequenos e grandes objectivos, fiquei com o coração partido quando os vi sofrer. Fiz figuras tristes no desfile de Carnaval do D. , mas portei-me bem na marcha de São João. Há dois dias estive a ensiná-lo a dar mergulhos de cabeça e fiz "um fixe" com as mãos quando o meu namorado o ajudou a dar um mortal para a piscina. É este tipo de tia que sou. Maricas como tudo, mas apaixonada pelas suas criaturas. A 100%.
Quando querem colo, digo que "é por isto que a tia tem dois braços, um para cada um de vocês", borro-me toda mas carrego-os! Dou-lhes banho e inundo a casa de banho, meto rock n' roll no tablet para dançarem enquanto se vestem. A mãe quase se passa, a avó passa-se mesmo.
Mas as gargalhadas superam tudo.
Ontem, deixei estas duas peças raras atrás. O mais velho nem se quis despedir de mim no porto. Sabia que lhe estava a custar e, por isso, não insisti. Dei-lhe um beijo.
O mais novo agarrou-se a mim no cais e perguntou-me "porque tens de ir?". Coração apertadinho, mas sorriso nos lábios "porque tenho de ir trabalhar, para ganhar dinheiro para gastarmos nas festas do Pico". Conformou-se.
Ficou a promessa de virem cá passar uns dias em Julho. Estou felicíssima!Tenho umas semanas para preparar a casa que não é nada baby-friendly.

Comentários

  1. Ai o que eu sofro com isso!

    Tu sabes, nós entendemo-nos!

    Beijinho,

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Facebook

Mensagens populares deste blogue

Comentários que merecem ser post.