Humor terceirense

Nunca percebi a ideia de escrever "lava-me porco" no carro de outra pessoa.
Epá, quanto muito podemos passar uma aguinha. Agora escrever é que não! Até porque se perde a camada protectora e a "cor" deixa de ser uniforme. Isso não se faz a ninguém.
Um chico-esperto lá da minha ilha achou por bem escrever a dita frase. Mas o dono não se ficou:




Comentários

Facebook

Mensagens populares deste blogue

Comentários que merecem ser post.