Mensagens

A mostrar mensagens de 2016

Vou ter de fazer uma pausa aqui no blogue

Imagem
Mas podem seguir a Página no Facebook que estará mais ou menos activa.

Morreu Fidel Castro

Imagem
"Líder revolucionário" para uns,"ditador sanguinário" para outros.
Podíamos passar dias a discutir a vida e o trabalho de Fidel Castro, mas chegaríamos sempre à mesma conclusão: Morreu uma figura incontornável de Cuba e a História encarregar-se-á de definir qual o seu lugar.

Isto é a sério?

Imagem

Podem dizer o que quiserem...

Mas a verdade é que todos os caminhos vão dar à ilha Terceira!

Mudança de paradigma

Imagem
Ao contrário do que é espectável, os americanos (e não só) estão a torcer para que o Presidente eleito não cumpra as promessas que fez durante a sua campanha.

Isto, senhores, é um acontecimento histórico!

Não resisto a um bom romance!

Imagem

Sobre as eleições n'América

Imagem
Durante toda a campanha, Donald Trump ameaçou a adversária, prometeu perseguir minorias, deportar milhares de imigrantes e construir muros.  Prometeu, também, rever Acordos e Tratados Internacionais. Usar todo o armamento ao seu dispor, caso fosse necessário.

Donald Trump enfrentou acusações de assédio e discriminação de mulheres. Chama-lhes feias e gordas. Afirma não conseguir resistir a mulheres bonitas, parece que tem mesmo de as beijar...mesmo contra a sua vontade.
A campanha de Trump foi nojenta e asquerosa. O próprio partido chegou a pedir que desistisse da corrida à Casa Branca. Não cedeu, não podia ceder.  Hillary Clinton era a melhor candidata. Não era perfeita, mas era certamente melhor que Trump. Muito melhor. A sua longa carreira política deu-lhe a bagagem necessária para fazer uma campanha calma e serena. Sabe como funciona a Casa Branca e a sua experiência como Secretária de Estado permitiu-lhe criar fortes alianças a nível internacional, que são cruciais para desempenh…

Música para os meus ouvidos

Imagem

Música para os meus ouvidos

Imagem
Dos tempos de liceu :)


Ao João Quadros

Imagem
Caro João Quadros,
Concordo com a sua crítica à abstenção nas últimas eleições regionais. Uma vergonha, tendo em conta a tenra idade da nossa democracia. Contudo, não posso - nem quero - aceitar a sua ignorância no que concerne a este magnífico arquipélago. Comecemos pelo básico: Os Açores são constituídos por 9 ilhas. Sim, eu sei que 90% dos continentais pensa que o arquipélago resume-se a São Miguel, mais conhecido como "a ilha dos Açores".
Compreendido? Então vamos lá:

A ilha do Pico tem aquele que foi considerado um dos espaços mais bonitos do mundo pela Plataforma Online de Arquitectura ArchDaily: O Cella Bar. Deve ser deveras interessante beber um bom vinho (do Pico, claro!) na esplanada do Cella com vista para o Faial e para o ponto mais alto do Portugal: A montanha do Pico. Não me diga que pensava que era a Serra da Estrela?O Faial, entre muitas outras características, tem uma marina mundialmente conhecida e - dizem os entendidos na matéria - o melhor gin tónico.São …

Eleições Legislativas Açores: Uma pequena reflexão

Imagem
Hoje os açorianos foram a votos. Deste sufrágio, vale a pena realçar:
- O PS ganhou em 7 ilhas, num total de 9; - A CDU venceu na ilha das Flores; - O PSD "rouba" a ilha do Faial ao PS.
Assim, num total de 57 mandatos: - O PS elege 30, perdendo um em relação às últimas regionais; - O PSD elege 19; - O CDS elege 4, reforçou a sua bancada parlamentar com 1 deputado; - O BE elege 2, reforça com 1 deputado; - A CDU elege um deputado, apesar de o líder Aníbal Pires não ter sido eleito no seu círculo eleitoral; - O PPM mantém o seu deputado, apesar do PS ter vencido as eleições no Corvo.
Imagem retiradadaqui
Importa realçar que: Existem 228.160 inscritos na Região Autónoma dos Açores. Desses 228.160, apenas 93.189 votaram hoje. Ora, isso significa que nestas eleições a abstenção atingiu uns vergonhosos 59.16%. Aumentou em relação a 2012, que registou 52.12%. Não sei se esta abstenção reflecte o descontentamento dos açorianos em relação aos políticos, se é apenas fruto de pouca ou nenhuma forma…

Problema de 1º mundo

Imagem
São todos tão bons, que ainda não decidi em quem vou votar.


Dá vontade de entrar no carro de uma pessoa que pensa desta forma?

Imagem
Sobre a manifestação dos taxistas, tenho a dizer que só num país do Terceiro Mundo é que os taxistas podem bloquear o acesso a um aeroporto internacional - o da capital desse mesmo país, diga-se de passagem. Só neste país é que se vandalizam viaturas sem pagar por isso. Mas o pior de tudo é que só neste país de retardados é que se aceitam estas declarações:

Eu quero acreditar que este foi um momento muito infeliz e irreflectido, quero acreditar que nem todos os taxistas pensam desta forma, no mínimo, nojenta. Mas de qualquer forma deixo-vos o apelo: Quando se lembrarem de apanhar um táxi, pensem se devem entrar no carro de um homem que pensa desta forma. 

Música para os meus ouvidos

Imagem

O estado da televisão em Portugal

Imagem
A televisão portuguesa não está má. Está inconsciente, a espumar pela boca, com convulsões, com fibrilhação ventricular e à beira da paragem cardio-respiratória.


Ir à Universidade é quase como ir à tropa

Numa altura em que se fala de colocações no ensino superior, achei por bem escrever sobre a minha ida para a Universidade. Para começar, quero deixar bem claro que só me candidatei a um curso numa universidade. Comigo é assim: Ou vai, ou racha. Tive mais sorte que juízo. As más línguas dirão que só entrei porque era privada. Em Setembro de 2005 lá fui eu com a minha mãe para Lisboa. Era preciso fazer inscrição, tratar da casa, comprar livros e mais uma data de coisas. Tratámos de tudo em tempo recorde e, no primeiro dia de aulas, lá fui para a escolinha dos grandes. 
1º dia: Fui mais cedo para procurar a sala. Mesmo assim, consegui a proeza de me perder e, por isso, chegar atrasada à primeira aula. Introdução à Economia. Mal sabia eu que ia desistir da cadeira e só voltar a olhar para ela no último ano de curso. Quando entrei na sala assustei-me: Vi barbies, um motoqueiro, muitos marrões e malta mais velha. Sentei-me sozinha num cantinho e rezei - uma boa estratégia, tendo em conta que estu…

2 meses

Imagem
Há dois meses conheci-te e apaixonei-me. Eras tão pequena, tão frágil, tão perfeita.  No dia em que nasceste, nasci como mãe. Mudei drasticamente para tentar ser aquilo que precisas. Todos os dias aprendo um pouco mais sobre esta coisa da maternidade. Cometo erros, ando cansada e nem sempre consigo ser a mãe que mereces. Mas no fim, quando vejo que é no meu colo que procuras consolo, percebo que até me estou a sair bem. Feliz mesversário Mafalda. Amo-te!


Música para os meus ouvidos

Imagem
Não me canso de a ouvir.

É mais fácil culpar o vizinho...

Imagem
Há cerca de dois dias vi uma partilha de um post sobre viagens aéreas de e para o aeroporto da Horta. Comentei com o meu marido, picaroto ferrenho, que quis mandar o seu palpite. Perguntou-me se podia usar o meu FB, uma vez que já estava na publicação. Concordei. Afinal de contas um comentário não mata, certo? Errado.
Para quem não conhece os enredos destas ilhas, vou fazer um resumo: O Faial sempre foi beneficiado em relação ao Pico. Os picarotos eram tão campónios que até para fazerem compras tinham de apanhar o barco. Pessoas, não estou a exagerar quando digo que isto era o fim do mundo. Adorava vir cá de férias, mas nem me passava pela cabeça trocar a Terceira por isto. Felizmente os picarotos são teimosos que nem mulas. Nunca foram nas conversas do Governo Regional e sempre exigiram aquilo a que tinham direito. E a verdade é que o Pico evoluiu muito nos últimos anos. O Faial nem por isso.
Ora, o meu marido começou o comentário com «Temos muita pena» e isso, senhores, é que matou tudo…

Da maternidade - Primeiro mês.

Imagem
Eu juro que não percebo as mommy-blogger profissionais. Elas estão sempre lindas, penteadas, os filhos são maravilhosos e as casas...Ai as casas! A vinda da Mafalda alterou por completo as nossas vidas e posso garantir-vos que glamour aqui é mito urbano. De início passei muitas noites de pé a embalar a Mafalda enquanto ela gritava como um tenor. Descobri assim a cura para as ciatalgias. Anti-inflamatórios e aplicações de calor são coisas de menino. Andar com um bezerro ao colo é que é! Ao embalo juntava-se sempre uma playlist que começava - religiosamente - com a versão do Tiago Bettencourt da "Canção do Engate". Depois de uma noite de concerto, as manhãs revelavam-se um pesadelo. A rapariga dormia todo o dia e nós - sopeiros não glamorosos - aproveitávamos para fazer uma data de coisas: O homem ia à vinha, eu tratava (por exemplo) da roupa. À noite voltávamos ao mesmo. Até que um dia percebemos o que este boneco diabólico queria: Dormir connosco! Reparámos que assim que o rabo t…

A política americana é assim: Ridícula

Imagem

Sobre o Burkini e outros tantos símbolos de opressão

Imagem
Concordo em absoluto com a proibição do burkini nas praias, tal como concordo com a proibição do uso da burqa em espaços públicos, nomeadamente escolas. Porquê? Ora vejamos:
- Em primeiro lugar, por questões de segurança. A Europa tem explodido a um ritmo assustador e a verdade é que um terrorista pode perfeitamente vestir uma burqa e transportar uma bomba debaixo dela. Por muito rebuscada que seja, é uma teoria válida.
- Em segundo lugar, porque na Europa os Estados são independentes da religião. Seja ela qual for. Sou do tempo em que todos os dias rezávamos uma Avé-Maria e um Pai Nosso antes de começarmos as aulas. Foi proibido e todos os crucifixos foram retirados das salas de aula. Era ofensivo para as outras religiões. Ora, se olhar para um crucifixo é uma ofensa reconhecida pelos Estados Europeus, olhar para um saco de batatas na praia e para um guarda-sol ambulante também é.

- Em terceiro lugar porque esta é a nossa casa. E em casa alheia temos de nos comportar. Eu fui a Marrocos …

Todas as noites...

Imagem
As noites têm sido mal dormidas, por culpa das cólicas. Eu e o pai dividimos os biberões, de modo a podermos descansar um pouco, mas não tenho tido sorte. Ora reparem: No meu biberão, eu consigo alimentar a criança, mudar a fralda, embalar e deitar. Isto porque tento não despertá-la, mantendo o zombie mode. O pai dorme que é um luxo e responde a pequenos pedidos tipo "não te mexas porque ela vai ficar aqui na cama enquanto meto a fralda no lixo" entre outros. Enfim, é um sossego.
No biberão do pai é a festa na floresta: Eu fico com ela enquanto ele vai buscar o leite, ele alimenta a criança, põe-na a arrotar e aí, senhores, é que começa a desgraça: O meu marido tem horror a fraldas. Não reclamo porque ele é que ficou sempre com o trabalho esquisito, como tratar do umbigo da Mafalda. Portanto, eu tenho de acordar sempre para mudar a fralda à pisca. Lá se vai a teoria de cada um dormir um pouco. Mais! A Mafalda já percebeu que não há nada melhor que o colo da mãe, portanto, após …
Imagem
Durante os incêndios de Verão os bombeiros são heróis. O resto do ano são insignificantes.

A Mafalda nasceu e o meu mundo ficou melhor

No dia 25 fui à consulta de obstetrícia e ao CTG. Tudo normal, zero contracções. No mesmo dia entrei na urgência de obstetrícia com ruptura de bolsa. Fiquei internada, pois continuava sem contracções. Ao fim da tarde/ início da noite comecei com contracções e dores daquelas. Já tinha metade da dilatação feita. Fui para o SO, depois para a sala de monitorização e anestesia - a epidural não fez milagres, mas ajudou - e às 3:31 conheci aquela que é a pessoa mais importante na minha vida. A Mafalda nasceu e o meu mundo ficou melhor. Ela é linda, amorosa, perfeita. Podia passar os dias apenas a olhar para ela. E sei que o pai também. Estamos completamente apaixonados por esta pessoinha que mudou radicalmente as nossas vidas.

Do final da gravidez

Ando inchada como tudo, com uma vontade constante de ir ao WC e sem conseguir dormir bem durante a noite porque a minha filha tem os sonos trocados. Enfim, cada dia que passa anseio pelo nascimento da Mafalda.
Na semana passada fiz o primeiro CTG. Acusou contracções. Fiquei em pânico, mas feliz. "Está quase", pensei.
Pois, só que não. Hoje fiz novo CTG e nada. Nem uma contracção. Zero. Batatas. Perante isto a médica nem quis fazer toque.
Agora é esperar mais uma semana para novo CTG. Ou rezar para a mudança da lua ter algum efeito nesta rapariga.

Para França com amor...

Imagem

Tudo igual...

Adorava ter coisas espectaculares para contar, fotos maravilhosas para partilhar. Mas não. Aguardo serenamente o dia em que a minha filha vai decidir nascer e até lá tento lidar da melhor forma com as dores, retenção de líquidos, o peso que continua a aumentar e os pés inchados.
Tudo igual, portanto.

Uma semana na Terceira...

E já tenho os horários todos trocados.

Sanjoaninas 2016

Imagem
Sei de duas meninas que se vão desgraçar com as farturas e churros.
Estamos oficialmente em contagem decrescente...

Obrigada Pink!

Imagem
Ultimamente ando exausta, enorme, pesada, pareço um pinguim coxo a andar, estou com anemia, tenho olheiras, dores nas costas e nas pernas. Ando numa correria para deixar tudo feito antes de entrar de baixa. Horas extra, papel acumulado em cima da secretária, e-mails por ler...Um caos.
Tenho chegado a casa sem vontade para nada. Em modo automático: Jantar, limpar cozinha, duche, pijama, uns minutos de tv e cama. Over and over again.
Hoje foi diferente. Cheguei a casa e ao verificar a caixa do correio vi um envelope para a minha pessoa. Era da Pinkque, infelizmente, só conheço virtualmente. Trazia um mimo que amei (a sério!) e um cartão. E nesse cartão estão as palavras mais simpáticas que me dirigiram nos últimos tempos. 
Muito obrigada minha querida, de coração. You made my day! 


Ah, o "M" é de Mafalda :)

Em contagem decrescente

Imagem
Pensei que trabalharia até às 33 semanas, altura em que viajaria para a Terceira para o parto. Acontece que o Hospital de Angra tem o hábito de receber as grávidas antes das 32 semanas, por isso os meus planos foram à vida. Já marquei passagem, desmarquei a consulta que tinha no Hospital da Horta - uh uh! - antecipei as análises e tratei de outras tantas coisas. Dia 7 de Junho, eu e a minha Mafalda vamos para a nossa terra.


Sobre os colégios privados e outras manias dos portugueses

Queridos pais dos alunos que estudam em estabelecimentos privados financiados por todos nós:
O Estado não vos está a negar o direito a inscreverem os vossos filhos nos colégios privados. A mensagem é muito clara:
- Sim senhor, têm todo o direito a escolher a escola dos vossos rebentos....Desde que a paguem!

Sobre a legalização das barrigas de aluguer

Deve ser bem regulamentada. Deve estar tudo escrito e explicado em contrato, para evitar problemas futuros. Os casais - assim como a gestante - devem ser submetidos a uma avaliação psicológica (feita por gente séria e imparcial). Se assim for, acho que estamos perante um avanço significativo nos direitos dos cidadãos. Palminhas para todos, até mesmo para o Pedro Passos Coelho!

Para mim é mais do que suficiente.

Imagem
Ter uma consulta de obstetrícia sem contratempos e ver que a minha filha está a desenvolver-se muito bem.

Das touradas - E da mentalidade dos aficionados

Imagem
Li no Jornal I um texto pró-tourada.
Confesso que são esses argumentos que me põem a pensar como é possível tanta ignorância numa era em que temos mais acesso do que nunca à informação.

"Há séculos que os povos latinos lutam com o touro na arena, havendo uma enorme indústria que envolve o espetáculo. Se não existissem as corridas, os touros bravos há muito que teriam desaparecido, pois ninguém os criaria apenas por diversão. Além disso, para muitos são uma arte, à semelhança do boxe, e não devem acabar por decreto."

Adoro o argumento da tradição e cultura. Se é para levar isto a sério, vamos lá mudar umas coisinhas:

1) A partir de agora só vota quem paga IRS. Não há cá paneleirices de "Ah, mas eu estou desempregado por isso é que não pago". Não me interessa. É sabido por todos que antigamente só elegia representantes quem pagava. Faz sentido, claro. E como o senhor diz, essas coisas não devem acabar por decreto.

2) Acabo de decidir que quero a escravatura de volta. Sim,…

Quando te incompatibilizas por completo com um médico

Imagem
Quem perde uns minutos da sua vida a ler as asneiras que aqui escrevo, sabe muito bem que esta gravidez tem sido marcada por muitos quilos no lombo e muitos raspanetes dos médicos. Tanto o médico de família, como o obstetra. Este último é do mais radical que existe. Na primeira consulta avisou-me que só podia ganhar 9Kg durante a gravidez. Eu sou pela sinceridade, respondi que à data já contava com mais 3Kg no lombo - bastou parar de fazer desporto. Desde então tem sido um martírio ir às consultas. O meu argumento sempre foi ter análises boas. Gorda ou magra, interessa é a saúde e o bem estar da bebé. E isso ninguém podia negar. O médico de família foi acompanhando a situação e alertando para o aumento de peso. Mas, talvez por se dar bem com o homem, nunca se esticou. E, sinceramente, acompanha-me melhor do que o especialista. Por motivos que agora não interessam, alertaram-me para a necessidade de fazer a ecografia morfológica na Terceira. Já que ia passar lá a Páscoa, fazia o exame. De…

É isto Pessoas.

Imagem

Uma excelente notícia para a Ilha Terceira

O turismo agradece. E os terceirenses também.

Aquele momento em que ficas tão babada que até metes nojo...

Imagem
É que o elogio não vem de uma qualquer, mas sim da Pink Poison. Escreve bem como tudo, é provocadora e tem um humor inteligente - mesmo como eu gosto! Obrigada, minha querida! 

Agora que passei metade da gravidez

Desenterrei um post bastante adequado.

Prova de tolerância à glicose

Imagem
Fui de manhã para o laboratório de análises do Centro de Saúde da minha área de residência.
Desta vez - penso que pela primeira vez -respeitei o jejum. Ontem não toquei em doces, com receio de uma alteração significativa da glicémia.
Primeira picada, uma data de tubos de sangue (não sou nada exagerada) e...

"A glicémia está normal", diz a técnica de análises.

Eu, quando ouvi o resultado
Já estava a agradecer pelo serviço prestado, quando oiço:
"Tens de beber este sumo em menos de 5 minutos e esperar uma hora para nova análise"

Como rapariga bem mandada que sou, bebi o sumo em menos de 5 minutos. Posso garantir, sem qualquer margem para erro, que aquela porcaria sabe ao xarope de laranja que tomava quando era pequena. Isso em jejum é do melhor.
Uma hora depois, voltei para a segunda picada. Bom, já referi várias vezes que tenho veias muito más. São fininhas, rebentam facilmente e "fogem" com grande frequência. O melhor sítio para fazer a colheita é na mão, com butt…

Essas modelos portuguesas que vão para os States e esquecem logo as suas origens

Imagem
Sempre pensei que o eleito seria um jovem da margem Sul chamado Adérito Rúben Renato.
Estou muito desiludida Sarinha...

Coisas que tiram uma grávida do sério

Imagem
1) "Quando a tua filha nascer, vai ter muitas tias" A última vez que verifiquei tinha apenas uma irmã. O meu marido tem 2 irmãs e 2 cunhadas. Bem sei que não são poucas, mas daí a ter "muitas tias" vai uma grande distância. Nunca percebi esta história das colegas de trabalho serem tias dos nossos filhos. Get a life!
2) "Quando é que vais para casa de vez?" Ora bem, se eu estou de boa saúde por que raio devo meter baixa de gravidez de risco ou outra coisa qualquer? É assim tão estranho trabalhar durante a gravidez?
3) "Ena, já ganhaste uns quilinhos!" Caraças que essa conversa mete um nojo que não imaginam. Não preciso explicar porquê, pois não?
4) "Quanto é que estás a pesar?" Jovem, não é por estar em "estado de graça" que te podes esticar...
5) "Aproveita o tempo que te resta, porque depois da criança nascer não vais ter sossego." Esta é, sem dúvida, das melhores conversas que se pode dizer a quem está à espera do primeiro …

Música para os meus ouvidos

Imagem

Parece que é de família

Imagem
Comecei a praticar Krav Maga no dia 1 de Fevereiro de 2014. Apaixonei-me de imediato pela modalidade. O meu irmão seguiu o exemplo. Apesar de levar porrada, está a sair-se bem (segundo me disseram os instrutores). Hoje recebo uma chamada e o meu sobrinho de 5 anos diz "Sabes que desporto vou escolher? KRAV MAGA!" Estou tão orgulhosa! 

Dos movimentos fetais.

Imagem
Muitas grávidas sentem os primeiros movimentos fetais a partir das 16 semanas. Eu não tinha a certeza se seria a bebé ou não, por isso disse ao meu marido "Vou ignorá-lo - ainda não sabia o sexo - até me dar uma cacetada inconfundível". Por volta das 20/21 semanas a miúda começou a dar sinal de vida e desde então as minhas noites nunca mais foram iguais. Está uma pessoa quase a dormir e sente um pontapé. Está a roncar como uma javarda às 5h/6h da manhã e a rapariga lembra-se de pressionar a bexiga. Está no trabalho e, num acto de transmissão de valores culturais, põe ABBA a bombar no computador e a rapariga comporta-se como se estivesse numa rave.  Ainda vamos nas 23 semanas! Isto promete... (Ecografia de 30/03/2016, quando confirmámos que era uma menina. Bela perna!)

Quando penso que já vi tudo esta vida...

As notícias dos Açores mostram-me o contrário.

Sobre a questão da Cruz Vermelha

Imagem
(Imagem da Revista Sábado)
O filho da Berta Cabral fez uma data de asneiras, a mãe encobriu. Por causa disso - e  fazendo uso do seu cargo no anterior Governo - meteu um chantagista à frente da Cruz Vermelha nos Açores. O Centro Humanitário da Ilha Terceira está pior do que nunca.  O homem (alegadamente) assediou a sobrinha da Berta Cabral (nomeada Directora do Centro Humanitário de São Miguel por influência desta) e foi posto a andar da Cruz Vermelha. Ressabiado, meteu a boca no trombone e a revista Sábado presenteou-nos com esta linda notícia. Portanto a Instituição que tanto adoro e para a qual faço voluntariado há 15 anos está na merda porque Portugal está cheio de corruptos. Obrigada!

Facebook